Óleo Essencial de Alecrim

Óleo Essencial de Alecrim

7.00

O óleo essencial de Alecrim é extraído por arraste de vapor das folhas e botões florais frescos.

Este óleo essencial de aroma fresco e limpo é óptimo para estimular o cérebro, melhorando a memória e a clareza mental. Ajuda com problemas de congestionamento das vias respiratórias, rigidez muscular, estimula o fígado e vesícula biliar. É também utilizado para melhorar a saúde do cabelo e couro cabeludo.

Características: O óleo de Alecrim tem um aroma herbáceo límpido, intenso e refrescante. É claro na cor e aquoso na viscosidade.

Propriedades terapêuticas:

  • É analgésico, antidepressivo, adstringente, carminativo, digestivo, diurético, hepático, hipertensivo, calmante, rubescente, estimulante, sudorífico e tónico.

  • Tem uma acção acentuada sobre o cérebro e o sistema nervoso central. É óptimo para limpar a mente e aclarar as ideias, pelo facto de possuir excelentes propriedades estimulantes para o cérebro e melhorar a memória.

  • Auxilia com dores de cabeça, enxaquecas, nevralgias, cansaço e fadiga mental e nervosa.

  • Pela sua acção anti-séptica, o óleo de alecrim é especialmente indicado para infecções intestinais e diarreias, aliviando a colite, dispepsia, flatulência, distúrbios hepáticos e icterícia e a aliviar a dor associada a reumatismo, artrite, gota e dores musculares.

  • Também ajuda em casos de arteriosclerose, palpitações, má circulação e varizes

Precauções: O óleo de Alecrim não deve ser usado durante a gravidez. Não é indicado para pessoas com epilepsia ou pressão arterial elevada.

Quantidade:
Adicionar ao Carrinho

Óleos essenciais são líquidos extraídos de diversas partes de plantas ou frutos, por meio de diferentes tipos de processos. São caracterizados por possuírem grandes quantidades de compostos orgânicos voláteis, diferenciando-se dos óleos vegetais.

Graças às diferentes composições dos óleos essenciais, alguns benefícios podem ser alcançados por diversas aplicações:

  • Aromatização

    Os óleos essenciais são muito concentrados, possuindo assim um aroma muito forte quando puros. Para a aromatização de ambientes, poderá diluir cerca de 10 ml de óleo essencial puro em 1 litro de água, humedecer um pano com esta solução e passar no ambiente desejado; ou aplicar algumas gotas em um difusor. Evite o exagero do óleo essencial para a aromatização, pois, por possuir COVs em alta concentração, podem causar náuseas e mal-estar quando a uma exposição excessiva.

  • Massagem

    Os óleos essenciais são muito utilizados em massagens, graças às suas propriedades analgésicas, relaxantes e estimulantes de circulação periférica. É bom lembrar que o óleo essencial, por ser muito concentrado, deve ser diluído em algum óleo carregador, como óleo vegetal, para evitar possíveis irritações na pele e reacções adversas. Cerca de 35 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal é uma boa proporção para a aplicação em massagens.

  • Pele

    Assim como na massagem, alguns tipos de óleos essenciais devem ser diluídos em óleo vegetal para evitar irritação e alta concentração na pele. Dependendo do tipo de aplicação desejada, não ultrapasse 35 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal.

  • Inalação

    Alguns óleos essenciais podem melhorar o sistema respiratório para além de proporcionar um possível relaxamento psicológico. A adição de algumas gotas do óleo num recipiente com água quente pode ajudar na respiração da pessoa que irá fazer a inalação.

  • Limpeza
    Diversos tipos de óleos essenciais carregam compostos que possuem acção anti-séptica. Portanto, podem ser utilizados na limpeza, matando diversos microorganismos. Algumas gotas puras podem ser aplicadas num pano que seja passado na área desejada, porém, as gotas devem ser bem espalhadas para o aroma não ficar muito forte.

  • Banho
    No banho, os óleos essenciais são eficientes para acalmar a mente e melhorar o sistema respiratório por meio da inalação. No duche, três gotas podem ser aplicadas em apenas em um canto do espaço onde se estiver a lavar, pois, se mais do que isso for adicionado, a humidade gerada no banho pode concentrar muito aroma e causar desconforto e náuseas. Na banheira, cerca de dez gotas podem ser adicionadas, pois elas ficarão bem diluídas pela grande quantidade de água na banheira.