Óleo Essencial de Erva-Príncipe

Óleo Essencial de Erva-Príncipe

7.00

O óleo essencial de Erva-Príncipe é extraído da vaporização das suas folhas.

É um óleo com aroma fresco que pode ser usado com sucesso para combater o jetlag e a celulite, revitalizar o corpo cansado e a mente.

Características: O óleo de Erva-Príncipe tem um doce aroma a limão. É de cor amarelo-pálido a amarelo e tem uma viscosidade aquosa.

Propriedades terapêuticas:

  • É analgésico, antidepressivo, antimicrobiano. antipirético, anti-séptico, adstringente, bactericida, carminativo, desodorizante, diurético, febrífugo, fungicida, galactagogo (faz aumentar a secreção de leite), insecticida, calmante, sedativo e tónico.

  • Revitaliza o corpo e alivia os sintomas de jetlag, elimina dores de cabeça e ajuda a combater o esgotamento nervoso e condições relacionadas com o stress.

  • É um grande tónico geral para o corpo e estimula o sistema nervoso parassimpático, o que é uma mais-valia quando se está recuperar de uma doença. Também estimula as secreções glandulares.

  • É útil em infecções respiratórias, como dor de garganta, laringite e febre. Ajuda a prevenir a propagação de doenças infecciosas. É útil com colite, indigestão e gastroenterite.

  • Ajuda a tonificar os músculos e tecidos, alivia dores musculares, tornando os músculos mais flexíveis. Ajuda a corrigir a má circulação e funciona como repelente de insectos. Contribui para manter os animais de estimação livres de pulgas, carraças e piolhos.

Precauções: O óleo de Erva-Príncipe pode irritar a pele sensível, por isso deve ter-se cuidado e fazer um teste antes de o aplicar. Não deve ser ingerido, não deve ser aplicado puro na pele e não deve ser usado em crianças ou grávidas sem aconselhamento especializado.

Quantidade:
Adicionar ao Carrinho

Óleos essenciais são líquidos extraídos de diversas partes de plantas ou frutos, por meio de diferentes tipos de processos. São caracterizados por possuírem grandes quantidades de compostos orgânicos voláteis, diferenciando-se dos óleos vegetais.

Graças às diferentes composições dos óleos essenciais, alguns benefícios podem ser alcançados por diversas aplicações:

  • Aromatização

    Os óleos essenciais são muito concentrados, possuindo assim um aroma muito forte quando puros. Para a aromatização de ambientes, poderá diluir cerca de 10 ml de óleo essencial puro em 1 litro de água, humedecer um pano com esta solução e passar no ambiente desejado; ou aplicar algumas gotas em um difusor. Evite o exagero do óleo essencial para a aromatização, pois, por possuir COVs em alta concentração, podem causar náuseas e mal-estar quando a uma exposição excessiva.

  • Massagem

    Os óleos essenciais são muito utilizados em massagens, graças às suas propriedades analgésicas, relaxantes e estimulantes de circulação periférica. É bom lembrar que o óleo essencial, por ser muito concentrado, deve ser diluído em algum óleo carregador, como óleo vegetal, para evitar possíveis irritações na pele e reacções adversas. Cerca de 35 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal é uma boa proporção para a aplicação em massagens.

  • Pele

    Assim como na massagem, alguns tipos de óleos essenciais devem ser diluídos em óleo vegetal para evitar irritação e alta concentração na pele. Dependendo do tipo de aplicação desejada, não ultrapasse 35 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal.

  • Inalação

    Alguns óleos essenciais podem melhorar o sistema respiratório para além de proporcionar um possível relaxamento psicológico. A adição de algumas gotas do óleo num recipiente com água quente pode ajudar na respiração da pessoa que irá fazer a inalação.

  • Limpeza
    Diversos tipos de óleos essenciais carregam compostos que possuem acção anti-séptica. Portanto, podem ser utilizados na limpeza, matando diversos microorganismos. Algumas gotas puras podem ser aplicadas num pano que seja passado na área desejada, porém, as gotas devem ser bem espalhadas para o aroma não ficar muito forte.

  • Banho
    No banho, os óleos essenciais são eficientes para acalmar a mente e melhorar o sistema respiratório por meio da inalação. No duche, três gotas podem ser aplicadas em apenas em um canto do espaço onde se estiver a lavar, pois, se mais do que isso for adicionado, a humidade gerada no banho pode concentrar muito aroma e causar desconforto e náuseas. Na banheira, cerca de dez gotas podem ser adicionadas, pois elas ficarão bem diluídas pela grande quantidade de água na banheira.